Katy Keene | Episódio 1: Once Upon a Time in New York City (review)

katy keene episódio 1 review
CW/Divulgação

Katy Keene, a terceira série do Archieverse da CW, é uma fantasia musical reconfortante com personagens envolventes

Sim, Katy Keene é mais uma empreitada do universo da Archie Comics. Porém, muito diferente de Riverdale e O Mundo Sombrio de Sabrina, não há assassinatos, mistérios ou problemas com Satan, apenas um quarteto de amigos de vinte e poucos anos vivendo em Nova York correndo atrás de seus sonhos. É puro escapismo em todos os sentidos, mas é muito mais charmoso do que pretende ser.

Katy Keene: Episódio 1 – “Esta é para todos os sonhadores por aí”

Alerta! Este review de Katy Keene contém spoilers do primeiro episódio!

Esta é para todos os sonhadores por aí“, declara Josie McCoy (Ashleigh Murray, reprisando seu papel de Riverdale). Na ocasião, ela está se referindo a uma música que irá cantar, mas também reflete o tom desta nova série do Archieverse.

O episódio logo de cara nos lança “Welcome to New York”, da Taylor Swift. Então, estamos em Nova York, sejam bem-vindos. Em meio a uma vibe O Diabo Veste Prada, Sex and the City e Gossip Girls, aos poucos vamos sendo introduzidos no enredo de Katy (Lucy Hale), uma talentosa designer de moda que passa seus dias trabalhando na Lacy’s, a loja de departamentos mais icônica de Nova York. Vemos que suas próprias ambições estão em segundo plano, já que ela passa a maior parte desse episódio piloto trabalhando para impressionar sua chefe cruel e impulsiva Gloria Grandbilt (Katharine LaNasa) para que consiga um carga prestigiado de personal shopper (‘compradora pessoal’?).

Seu namorado de longa data, aspirante a boxeador, K.O. Kelly (Zane Holtz), oscila entre ser extremamente apoiador e desdenhoso com a carreira de Katy. O maior drama da estréia é se Katy se mudará ou não com K.O. para Filadélfia, então sim, as apostas do Gargoyle King não são encontradas em nenhum lugar aqui.

Além de Katy e Josie (que ainda está à procura do estrato), temos Jorge Lopez (Jonny Beaucamp), um talentoso dançarino que tenta a anos conseguir um papel na Broadway. À noite, ele trabalha na boate Molly’s Crisis, atuando como a drag queen Ginger Lopez. Há também Pepper Smith (Julia Chan), apresentada por Katy como “a pessoa mais conectada em Nova York”.

CW/Divulgação
CW/Divulgação

Assim que chega na cidade, Josie é descoberta cantando em uma praça (Washington Square Park) pelo empresário Alexander Cabot (Lucis Laviscount) que trabalha em uma grande gravadora. Ele convida Josie para uma visita a gravadora para gravar um single que será julgado por um conselho. O convite deixa os colegas de ex-Pussycat apreensivos, mas ela os lembra que cresceu na “capital mundial do assassinato” (A.K.A. Riverdale?).

Depois de uma sessão de gravação que parece incrível, Alex toca a música para sua irmã e sócia Alexandra (Camille Hyde) e o conselho, que prontamente decreta que Josie é um fracasso e, apesar de boa, não tem o que é preciso para fazer sucesso na música pop.

Ela não é a única que está apanhando um pouco da vida. Jorge participa de um teste na Broadway por duas vez, uma como Jorge e outra montado como Ginger, mas acaba rejeitado as duas vezes. O diretor de elenco diz que ele precisa ser mais “másculo”, ao passo que Jorge responde “para Mannequin: O Musical?”. Mais tarde, ele retorna como Ginger para participar de um novo teste e mais uma vez é reprovado. Porém, ele sabe de seu potencial e tem o apoio de suas amiga, por isso, não deixa o diretor de elenco passar ileso com seu preconceito.

Katy também está em maus bocados. Depois de ajudar a namorada inesperada de um príncipe a escolher roupas novas, conquistando sua confiança através de empatia, a protagonista perde sua tão desejada promoção por conta do ressentimento de sua chefe, que repreende Katy por mostrar uma de suas próprias criações para a acompanhante do príncipe.

Como estamos falando apenas do piloto da série, é certo que haverá muitas vitórias e muitas derrotas ao longo da trajetória deste quarteto. De fato, pouco antes dos créditos rolarem, Katy impressiona um dos estilistas da Lacy’s ajudando-o a finalizar uma das vitrines da loja com criações inspiradas em sua própria história. Imediatamente, ele oferece um lugar para ela em sua equipe. Por fim, ele nega a proposta de se muda para Filadélfia de K.O., que termina o episódio com um pedido de casamento.

Vamos ver como essas histórias se desenrolam à medida que a primeira temporada avança. Por enquanto, Katy Keene vive em uma Nova York idealizada que realmente não existe há muito tempo, se é que alguma vez existiu. Você não assiste a um programa como esse por substância, mas sim para escapar e se perder nos sonhos de outra pessoa por um tempo. Todos nós podemos desfrutar desta série agora. YAY!


Fatos desconhecidos (ou nem tanto)


Bom, vamos tentar manter os reviews dos episódios de Katy Keene sempre atualizados por aqui. Então, fiquem sempre de olho! Prometemos não abandonar os comentários no meio da temporada como fizemos com Riverdade. Se bem que ninguém pode nos culpar por isso… A quarta temporada está muito chata… desculpem!

Vamos procurar dividir esta cobertura semanal entre uma análise detalhada dos eventos de cada episódio e, em seguida, apresentarei curiosidades e reflexões variadas nesta seção de “fatos desconhecidos (ou nem tanto)”.

Como esse programa é um “conto de fadas da moda”, auto-descrito, as apostas são muito menores do que na série Archie. E honestamente? Esse é o grande charme de Katy Keene. Esta série é pura realização de desejos. Estamos ansiosos para ver os caminhos que esta história vai tomar.

Fato 1: A personagem de Katy Keene apareceu originalmente como coadjuvante em Wilbur Comics (um livro que antecedeu Archie) em 1945. Criada por Bill Woggon, Katy inicialmente ganhou popularidade através de um artifício engenhoso no qual os leitores eram incentivados a enviar designs de moda para Katy vestir. Desde então, isso se tornou uma marca registrada da personagem.

Fato 2: Esta série mistura vários personagens do Archieverse. Katy, Gloria e K.O. são originais de Katy Keene. Ginger Lopez é uma personagem menor do cânone principal da Archie Comics. Pepper vem dos quadrinhos Josie pré-Pussycats, com Alexander e Alexandra gerados em livros posteriores, bem como nas séries animadas de Josie e as Pussycats.

Fato 3: Katy Keene se passa cinco anos depois dos eventos de Riverdale, que ainda está no ar. Tente não pensar muito na logística disso ou sua cabeça vai explodir.

Fato 4: Gloria pergunta para Alexandra “como está seu adorável gato siamês … Sebastian, não é?” fazendo referência ao seu animal de estimação mágico nos quadrinhos. (Os quadrinhos da Archie nos anos 70 adoravam gatos mágicos).

Fato 5: Nova York e a Filadélfia são cidades relativamente próximas. Credo!


Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.