Demi Lovato retorna poderosa no palco do Grammy

A performance de Demi Lovato no Grammy foi um poderoso retorno ao palco
Foto: Jeff Kravitz/FilmMagic

A performance de Demi Lovato no Grammy foi um poderoso retorno ao palco

Ontem, no Grammy, a cantora e ex-estrela da Disney Demi Lovato voltou ao palco pela primeira vez desde sua hospitalização por overdose de drogas há um ano e meio. Ela retornando cantando seu novo single, Anyone. O single está disponível nas plataformas de streaming, e a apresentação ao vivo foi perfeita e comovente, uma verdadeira demonstração de sua habilidade como cantora e a letra expõe a dor pela qual ela passou.

Como regra geral, apesar de usar uma linguagem comum, tento não me apegar emocionalmente às celebridades, porque elas são humanas e cometem erros. Ainda assim, tenho um profundo amor por Demi Lovato como artista e, logo que ouvi as notícias de sua overdose no ano passado, me senti abalada. Desde que soubemos que ela estava se recuperando, todos esperávamos que esse momento de retorno aos palcos chegasse. Mas, ouvindo Anyone, não posso deixar de pensar: “como ninguém foi capaz de ouvir o que ela estava tentando dizer?“. E torço para que as pessoas ao redor de Demi estejam realmente ouvindo esses pedidos agora.

Lovato contou em entrevista a Zane Lowe no Beats 1. da Apple Music, que, em retrospecto, a música era um pedido de ajuda, já que foi gravada quatro dias antes de sua overdose.

“No momento em que eu estava gravando, eu quase pude ouvir essas letras como um pedido de ajuda. E você ouve de volta e pensa, como ninguém que ouviu essa música pensou: ‘Vamos ajudar essa garota’. Você sabe o que estou dizendo? Porque, e até acho que estava gravando em um estado mental em que me sentia bem, mas claramente não estava ”, revelou ela. “E até mesmo quando eu ouço essa música eu penso ‘Nossa, eu gostaria de poder voltar no tempo e ajudar essa versão de mim mesma.’ Sinto como se estivesse em negação, mas uma parte de mim definitivamente sabia o que estava cantando. Eu estava cantando essa música e nem percebi que a letra era tão pesada e emocionalmente densa. ”

Com a letra da música, dizendo coisas como “Alguém, por favor me envie alguém / Senhor, existe alguém? / Preciso de alguém” e o histórico de Lovato, me peguei esperando que as pessoas de sua equipe houvessem tentado ajudá-la ou, pelo menos, fizessem movimentos nessa direção, mas as letras e os eventos que seguiram indicam o contrário.

Muitas vezes, quando tentativas de suicídio, overdoses ou recaídas acontecem, as pessoas ficam chocadas e dizem que não havia sinais reais. Quando se trata de Demi Lovato, havia sinais e um histórico. Eu sei por mim mesma, porque muitas vezes estendi a mão e não tive pessoas ouvindo. É importante estarmos atentos, são tempos difíceis para todo mundo. Se você for alguém com uma saúde mental em dia, não deixe de estender a mão para quem puder. Existem pessoas que querem ser ajudadas e precisam apenas de alguém que esteja emocionalmente disposto e capaz de estar lá.

Nós também temos o Centro de Valorização da Vida (CVV). Se sentir que precisa de ajuda, não deixe de ligar 188.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.