This is Us | 7 melhores episódios (para chorar!)

Episódios nos quais This is Us nos fez chorar (e muito!)
This is Us/NBC/Divulgação)

Talvez um pouco mais que 7 episódios…

Você vai chorar enquanto assiste This Is Us. Isso é um fato. Qualquer fã do drama da NBC sabe que é inútil fingir o contrário. Deixar todas as suas emoções saírem e repensar todas a história da sua vida e todas as suas relações com familiares e amigos enquanto assiste os conflitos e confortos da família Pearson é um ritual catártico semanal. No entanto, talvez você não esteja querendo ter seu coração partido toda vez que senta para assistir a série. Talvez você esteja pensando em passar algum tempo chorando em silêncio ou simplesmente queira ficar um pouco quieto no seu cantinho.

Bom, sorte a sua, pois existem situações suficientes da vida dos Pearsons para cada momento da sua vida e para cada razão para lágrimas. Nas últimas semanas nos debruçamos em episódios e mais episódios de This is Us, passamos por incontáveis caixas de lenços de papel para descobrir qual episódio é o melhor para o tipo de situação que você está passando e precisa extravasar todos esses sentimentos.

Lágrimas melancólicas e olhos marejados

“I Call Marriage” (Temporada 1, Episódio 14)

Casamento de Rebecca e Jack <3 (fonte: NBC/Divulgação)

This Is Us realmente quer deixar todos com os olhos marejados e inchados com este episódio. Nos anos 90, o casamento de Jack e Rebecca está em apuros. Para injetar um pouco de paixão no relacionamento, ele a leva para um encontro muito romântico em seu antigo apartamento e depois recita os votos de casamento que escreveu para ela. Em um flashback de que serve essa série sem um bom flashback emocional? também vemos casamento fofo e observamos Jack e Rebecca recitar os mesmos votos, mas desta vez como um casal novo e apaixonado. O contraste entre os dois momentos e a evolução do casamento de Jack e Rebecca são suficientes para deixar até aqueles que estão mortos por dentro um pouco chorosos. Mas eis o seguinte: nos anos 90, enquanto tentam salvar o casamento, Rebecca garante a Jack “nossa história está apenas começando”, que é basicamente um soco direto no coração, porque sabemos o que acontece no final das contas, então sabemos que isso não pode ser verdade.

Um segundo colocado nesta categoria: “The Best Washing Machine in the Whole World” (Temporada 1, Episódio 7)

A série utilizou uma técnica muito boa ao mostrar a passagem do tempo através dos objetos domésticos comuns, o que significa que não consigo mais lavar roupa sem pensar na natureza fugaz da vida. O episódio mostra a família tendo alguns problemas com a máquina de lavar roupas que já foi o objeto dos sonhos do casal tempos atrás. Além disso, este episódio tem Kevin chamando Randall de irmão pela primeira vez. Snif’ snif’

Tremor nos lábios que podem ou não se transformar em choro

“Number Two” (Temporada 2, Episódio 9)

This Is Us nos diz repetidamente que o relacionamento de Kate e Rebecca sempre foi angustiante e ressentido, o que realmente impulsiona o episódio centrado na Kate na segunda temporada, no qual Kate adulta precisa lidar com um aborto espontâneo, enquanto Kate adolescente é a mais afetuosa com ela. Rebecca em um flashback, como Rebecca do passado diz à sua filha adolescente que ela sempre estará lá para ela, com os braços prontos para pegá-la, caso ela precise deles e, ao mesmo tempo, no presente, Rebecca está na porta de Kate para deixar sua filha de coração partido literalmente cair em seus braços. Quer isso se transforme ou não em um festival de lágrimas, espero sinceramente que você ligue para sua mãe após esse episódio.

Lágrimas tristes de Sterling K. Brown

“Jack Pearson’s Son” (Temporada 1, Episódio 15)

O que realmente impressiona neste episódio é o fato de que, dentre todos os Pearsons, Kevin é o único que percebe que Randall está tendo outro colapso nervoso, sai no meio da estreia de sua peça na Broadway alguns segundos antes de subir ao palco e corre para o escritório de Randall acudir o irmão. Kevin e Randall têm um relacionamento complicado e vê-lo se desenvolver tem sido um destaque da série. Bônus: Este episódio também mostra uma cena entre Kevin e Miguel – você sabe, o cara que era o melhor amigo do pai de Kevin e depois se casou com a mãe dele quando Jack morreu – em que Miguel conta a ele que estar perto de Kevin é como recuperar um pedaço de seu melhor amigo. É muito emocionante, especialmente para o Miguel!

Lágrimas desesperadas com uma hora de duração

Casamento de Kate e Toby! (Fonte: NBC/Divulgação)

“The Wedding” (Temporada 2, Episódio 18)

Talvez seja o sonho de Kate sobre o aniversário de quarenta anos de casamento de seus pais e percebendo o que poderia ter sido se Jack tivesse vivido. Talvez seja Kate sentada no tronco de uma árvore na cabana e finalmente deixando o pai ir embora. Talvez seja Rebecca e Kate compartilhando um abraço maravilhoso e choroso no dia do casamento de Kate. Talvez seja Jack dizendo à filha que um dia ele a levará pelo corredor … mas ele não pode estar porque está morto. Talvez seja ouvir Kevin e Randall ligar para a irmã Katie. Não há nada tão perturbador que faça você chorar durante o episódio do casamento de Kate e Toby, mas pelo menos dois desses momentos farão com que seus ductos lacrimais funcionem. É ciência.

Segundo colocado bônus: “The Car” (Temporada 2, Episódio 15)

Não vou dizer nada além de que This is Us é tão especial que consegue nos fazer chorar em um casamento da mesma maneira que consegue nos fazer chorar em um funeral.

Fluxo infinito de lágrimas

“Memphis” (Temporada 1, episódio 16)

Um destaque da primeira temporada, “Memphis” é um episódio verdadeiramente agridoce. Randall e seu pai biológico William, que ele acabou de conhecer no início do ano, viajam para o local de nascimento de William em Memphis, Tennessee. Randall conhece a infância de seu pai biológico e conhece seus parentes, que é tudo o que o garoto sempre quis saber, mas a cada minuto William está ficando mais doente. Finalmente, você percebe que ele sabia que o fim estava próximo. Esse foi o ponto principal desta viagem. As lágrimas realmente começam a cair quando os dois estão no hospital e precisam se despedir. William lembra seu filho que ele deve realmente viver. Randall segura o rosto de William para confortá-lo, assim como Jack costumava fazer. E então, pouco antes daquele homem de voz aveludada nos deixar para sempre, a bola de demolição bate: William observa que as duas melhores coisas de sua vida foram “a pessoa no começo e a pessoa no final”.

Soluços silenciosos

Kevin. (Fonte: NBC/Divulgação)

“Number One” (Temporada 2, Episódio 8)

A história de Kevin é facilmente a mais emocionante da trilogia dos episódios da segunda temporada, focada no Big Three. Ele está em um espiral, pulou em analgésicos e álcool, e ninguém parece notar – nem mesmo quando ele tem um colapso em um evento de ex-alunos em sua antiga escola. Você pode começar a chorar quando Kevin alucinar e ver seu pai, dando-lhe o prêmio na cerimônia. Você definitivamente vai chorar quando um Kevin muito bêbado começar a listar suas repetidas falhas no campo de futebol. E todas essas lágrimas levarão ao soluço que escapa quando Kevin atinge o ponto mais baixo: depois que ele passa a noite com uma antiga colega, a fim de roubar seu bloco de receitas para que ele possa obter mais analgésicos, ele percebe que perdeu o colar do pai, a única coisa que resta para ele. Kevin volta para a casa da mulher e grita por ela, pelo colar, por qualquer ajuda, bem ali no gramado da frente. Você quer que isso pare, mas não vai. É muito triste.

Lágrimas para deixar você no chão

“Super Bowl Sunday” (Temporada 2, Episódio 14)

Nunca saberemos se seria melhor ou pior que todos soubessem com antecedência que Jack morreria nesse episódio, que teríamos algumas respostas para o mistério central de This Is Us e que finalmente descobriríamos por que todas essas pessoas estão tão tristes. Mas sabemos com certeza uma coisa: a série não poupou seus recursos emocionais quando se tratou da morte do patriarca dos Pearson. Jack sobrevive à intensa fuga da casa em chamas, ele salva sua família inteira (até mesmo o cachorro!) e pega suas lembranças familiares mais importantes, tudo isso para morrer sozinho em uma cama de hospital depois de sofrer um ataque cardíaco por inalação de fumaça. É o mais cruel. A parte mais dolorosa de tudo isso, é claro, é ver Rebecca processar o fato de que o homem com quem ela estava brincando há alguns minutos agora se foi, correndo para o quarto e descobrindo que o amor de sua vida está morto. O fato de Mandy Moore nem sequer ter sido indicado para um Emmy por esse episódio deveria ser um crime.

Bônus de segundo colocado: “That’ll Be the Day” (Temporada 2, Episódio 13)

A tristeza não deu nenhuma folga, mas se você estivesse entre soluços enquanto a casa dos Pearson ardia em chamas – e fomos submetidos a flashbacks de memórias naquela casa enquanto a música absolutamente mais indutora de lágrimas “To Build a home” tocava – saiba que você não estava sozinho.

Lágrimas de alegria?

Famíilia Pearson. (Fonte: NBC/Divulgação)

Bom, se você quer chorar lágrimas de alegria, sugerimos que você tente assistir a outro programa. Sério. Não há lágrimas de alegria aqui. Talvez lágrimas agridoces, mas isso é o mais próximo possível.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.