Doutor Sono | Crítica com spoilers

Doutor Sono | Críticas com spoilers
Warner Bros/ Divulgação

Doutor Sono é um terror sólido que tem suas bases em O Iluminado, mas busca estabelecer novas direções narrativas

Esta provavelmente vai ser uma das poucas críticas positivas que você irá ler a respeito de Doutor Sono. Sim, gostamos bastante do filme, como uma obra em si mesma, que buscar trazer referências do passado, explicar mitologias internas e estabelecer olhares para futuros possíveis.

Doutor Sonos | Crítica com spoilers
Warner Bros/Divulgação

Todos sabem que Stephen King não foi o maior fã da adaptação clássica que Stanley Kubrick realizou em 1980 de O Iluminado. O fato não facilitou em nada o trabalho do roteirista e diretor Mike Flanegan que decidiu dar continuidade ao terror clássico adaptando a obra Doutor Sono, escrita por King em 2013.

Os leitores e fãs do escritor podem se lembrar que King queimou o Hotel Overlock, o lugar assombrado que induziu o zelador Jack Torrance a tentar matar sua esposa e seu filho. Flannagan, encorajado pelo sucesso em A Maldição da Residência Hill, opta por revisitar e recriar o clássico Hotel, assim como o falecido Kubrick o imaginou indestrutível, tornando o local um elemento essencial para a sequência idealizada.

É importante estabelecer que Flanagan não é Kubrick e, por isso, imprime sua identidade na nova sequência com uma certa reverência ao trabalho realizado anteriormente e, ao mesmo tempo, busca uma maneira de contar uma boa história. É claro também que não podemos ignorar alguns problemas sérios de roteiro que as referências diretas acabam acarretando, tais como o desenvolvimento preguiçoso e caricato de algumas personagens e um tempo de duração de 151 minutos.

Doctor Sono trás continuidade de Danny Torrance
Warner Bros/Divulgação

Danny Torrance

Vocês se lembram de Danny Torrance, o garoto que vimos andar incessantemente pelos corredores do Overlook, esbarrando em gêmeas bizarras, velhas que aparecem em banheiras e morcegos podres no quarto 237? Então, ele não é mais uma criança e agora é interpretado com uma resiliência vacilante e de olhos tristes por Ewan McGregor. Danny cresceu todos os traumas e horrores presos literalmente em caixinhas dentro de sua mente. Ele tenta se livrar dos horrores do passado afogando as lembranças em bebidas, sexo, brigas de bar e uma série de empregos que ela não consegue manter.

Aparentemente (o roteiro não nos dá pistas concretas), em buscar de um recomeço, Dan acaba em New Hampshire, onde uma séries de gestos de compaixão e empatia o direcionam para condutas mais assertivas: reuniões de alcoólicos anônimos (AA) lideradas por Dr. John (Bruce Greenwood), um tutor simpático (Cliff Curtis) e um emprego de enfermeiro para pacientes em estados terminais. (Doutor Sono, sacou?)

Dan ainda possui o seu Brilho, o que lhe permite se comunicar telepaticamente com Abra Stone, interpretado pela talentosa novata Kyliegh Curran. Ela também possui poderes psíquicos, mas eles são bem superiores aos de Dan. É a garota que conduz a narrativa até um grupo de pessoas (ou uma ceita?) conhecidos como “Grande Nó”. O culto é bem parecido com o que já conhecemos dos filmes de vampiros, ele é liderado por Rose Chapeleira (em inglê, Rose the Rat), interpretada por Rebecca Ferguson. Rose e seus seguidores acreditam poder viver para sempre se alimentando do Brilho de outras pessoas, sobretudo, crianças, respirando uma espécie de força vital que escapa dos corpos depois da morte em forma de “vapor”.

Em um dos assassinatos, no qual o “Grande Nó” se apodera de um garoto extremamente assustado, Abra se conecta ao sofrimento da criança como em um “pesadelo induzido” e, a partir de então, os três núcleos do enredo de unem: a garota pedindo a ajuda de Dan e os cultistas perseguindo pistas até a menina.

Abra e Rose

Rose também possui um poder psíquico forte. Ela é capaz de adentrar mentes e colher segredos, mas ela não espera cair em várias armadilhas desenvolvidas por Abra e, depois por Dan e seu novo amigo Billy (Curtis).

Doutor Sono crítica com spoilers
Warner Bros/Divulgação

Rose é uma das personagens de destaque de Doutor Sono. No entanto, o desenvolvimento de seu background, infelizmente, não foi bem desenvolvido. Tudo o que sabemos é que ela lidera o seu grupo e se sente ameaçado pelas proporções do Brilho de Abra.

Em uma cena que busca recriar o clima dentro do labirinto, vemos um embate direto entre as duas personagens que só termina quando Rose percebe estar em mais um truque mental de Dan.

Retorno ao passado – purificação e redenção

A temática do retorno ao passado para a conclusão de ciclos e superação de traumas parece ser elemento recorrente nas obras de Stephen King. Mais recentemente, vimos um exemplo na continuação de It – A Coisa 2. Doutor Sono não se privou disso.

Somente quando o culto põe os olhos em Abra é que Dan se dedica à ação e à uma possível redenção. Sua idéia é atrair o “Grande Nó” para as montanhas rochosas do Colorado, onde os fantasmas do Overlook podem dar a eles um gosto de seu próprio remédio letal. “Eu preciso acordar”, diz Dan – que tratamento aterrorizante e distorcido é rastejar mais uma vez através daqueles pulsantes corredores do inferno. (O filme recriou minuciosamente o hotel em um estúdio de som em Atlanta, na Geórgia, até o horrível tapete verde e roxo com poeira e podridão do tempo.).

Doctor Sono trás sequência de O Iluminado
Warner Bros/Divulgação

Durante o embate final, Dan se permite libertar todos os fantasmas que haviam aterrorizado ele durante anos e acabaram presos em suas mente. Numa espécie de purificação e redenção, depois de vencer Rose e quase morrer no processo, mas salvando Abra, Danny decide ter seu fim no hotel em chamas.

Porém, as discussões que tocam o tema da morte continuam e, durante uma das cenas finais, vemos Abra conversando com Dan em seu quarto. Depois, a menina informa a sua mãe de que o pai, que fora assassinado anteriormente pelo “Grande Nó”, está bem e que a vida não termina ali.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.