Game of Thrones | Arya Azor Ahai?

Game of thrones/HBO/Reprodução
Game of thrones/HBO/Reprodução

É muito interessante perceber como aconteceu uma “subversão” muito inesperada do conto de Azor Ahai, O Príncipe que foi prometido, destinado a lutar contra a Longa Noite. Arya não teve que fazer um grande sacrifício logo de cara, nem precisou empunhar uma espada flamejante. Ela simplesmente entendeu qual era a sua missão naquela batalha e o Rei da Noite não pôde prever os movimentos rápidos e certeiros da menina Stark. Todos os três primeiros episódios da oitava temporada foram uma espécie de celebração e este não seria diferente. Nós celebramos a trajetória de uma das personagens que mais sofreu.

Arya sempre foi diferente, a garota não queria se tornar uma lady, mas sim uma guerreira. Ela viu o pai literalmente “perder a cabeça” diante de seus olhos e teve que lutar com tudo o que lhe sobrou para aprender a sobreviver. A garota treinada na Casa do Preto e do Branco é a única que realmente se preparou para matar o Rei da Noite.

Game of Thrones/ HBO/Reprodução

Azor Ahai

Há mais ou menos oito mil anos, existiu um período chamado A Longa Noite, em que os Outros dominavam o mundo. Azor Ahai é uma figura lendária na fé de R’hllor, o Senhor da Luz. E, naquele tempo, um homem forjou a espada Luminífera que usou para derrotar a escuridão dos Outros. No entanto, isso veio a um preço, pois, para libertar os verdadeiros poderes da espada, ele teve que mergulhá-lo no coração de sua amada esposa, Nissa Nissa. Uma profecia prediz que ele renascerá como O Príncipe Que Foi Prometido.

Arya Azor Ahai: seria ela a princesa prometida?

Existem alguns sinais que essa figura lendária teria que indicariam se é ou não o tal do príncipe ou princesa prometidos (na sétima temporada, missandei afirma que o gênero da palavra presente na profecia não é marcado. Então pode se tratar de um homem ou uma mulher).

Um desses sinais é o de que essa pessoa deve ser renascida sob uma estrela vermelha ou estrela sangrenta. Para quem não acompanha bem os teóricos de Game of Thrones, a estrela vermelha que todos falam já foi interpretada como um cometa de calda vermelha, no caso da Daenerys, e uma estrela desenhada numa espada sob um pano ensanguentado, para o Jon Snow. No caso de Daenerys ela renasce como a mãe dos dragões, já Jon renasce como um bastardo que se tornou o Rei do Norte por seu próprio mérito, uma vida completamente diferente do que o sobrenome Targaryen reservaria.

Quanto à Arya, o momento em que ela renasce sob uma estrela sangrenta seria quando a cabeça do pai dela, Ned Stark, foi cortada e caiu com o sangue espalhando como a calda de um cometa. Naquele instante, a garota Stark teve o seu destino completamente mudado, fato que mudou inclusive os rumos de todo um continente.

O segundo sinal seria que, para ser o Azor Ahai, o herói deveria ter uma espada lendária de fogo capaz de salvar o mundo todo, a Luminífera. No entanto, George R.R. Martin vive dizendo que as profecias não podem ser interpretadas tão ao pé da letra assim, como um passo a passo a ser seguido e a revelação que tivemos no terceiro episódio prova ainda mais isso.

Mas, para explicar o que seria essa espada mágica, de acordo com a lenda vamos retornar ao Azor Ahai original. Ele tentou forjar a espada mágica temperando a lâmina em água, mas não teve sucesso. Sua segunda tentativa, levou ainda mais tempo e ele tentou temperar a arma no peito de um leão, também sem sucesso. Como última tentativa, o herói usou a vida de sua própria amada, Nissa Nissa, para temperar a lâmina, fundindo o espírito dela com a espada.

Não se sabe se o novo Azor Ahai teria que passar por todos os estágios da profecia e provavelmente não seria exatamente como a antiga lenda. Nela, o herói lendário mata seu grande amor para forjar a Luminífera. As únicas pessoas que Arya ama é a própria família, mas acredito que teria de ser um amor romântico, e não fraternal. Nos últimos episódios vimos surgir uma fagulha de amor entre ela e Gendry e, quando ele estava trabalhando na confecção das armas, a menina Stark pediu que ele fizesse uma arma para ela. Com essa arma ela lutou na batalha de Winterfel contra os Wights, mas para matar o Rei da Noite foi utilizada sua adaga de aço valiriano, a mesma utilizada na tentativa de assassinato de Bran lá na primeira temporada.

Game Of Thrones/HBO/Reprodução

Enfim, a arma pode ter sido confeccionada não com o sangue de um amado literalmente, mas com certeza, Gendry deu duro para realizar o pedido de Arya.

A última característica seria a de que Azor Ahai deveria ser um príncipe ou uma princesa. O fato é que os Starks já foram reis do norte, logo Arya tem sangue real.

Existe ainda a teoria de que o Azor Ahai seria um herói coletivo e por isso poderia muito bem ser mais de uma pessoa. Ou seja, os fatos do último episódio não excluem a participação de Jon Snow e Daenerys Targaryen na profecia.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.