Diretor de Bacurau diz que governo brasileiro sabota o cinema

Diretor de Bacurau diz que governo brasileiro sabota o cinema
Divulgação/CP

Kleber Mendonça Filho, que faz parte do júri do festival de cinema alemão, afirma estar preocupado com o futuro do audiovisual no país

O cineasta Kleber Mendonça Filho, diretor do aclamado Bacurau, disse que o cinema brasileiro passa por um processo de sabotagem do governo federal. A declaração foi feita hoje pela manhã (20) em encontro do juri com a imprensa no Festival Internacional de Cinema de Berlim, a Berlinale.

“Estou preocupado. Temos cerca de 600 projetos que atualmente estão congelados por burocracia”, explicou o diretor. Para ele, as escolhas do governo atual é prejudicial para a diversidade de obras, e aumenta a dificuldade de diretores que não são dos estados do Sudeste realizarem seus projetos. 

Apesar de afirmar que o momento do cinema nacional no exterior é frutífero – já que 19 obras exibidas na Berlinale tem produção brasileira – o diretor explicou que há um movimento atual de desmantelamento de políticas culturais anteriores: “O cinema brasileiro tem uma longa história, o que acontece agora é resultado de vários anos de trabalho duro”, disse. “É quando o cinema é desmantelado diariamente, quando passamos por momentos difíceis, que é o melhor momento para fazer filmes”, completou.

Vale lembrar que o cinema do país vive um momento muito difícil com a Ancine (Agência Nacional de Cinema) passando por várias crises de orçamento público e administração. De um lado, há o governo contra a Ancine. Bolsonaro não vê a agência com bons olhos e já declarou o desejo de interferir na temática das produções nacionais. Por outro lado, observamos os problemas de direção que o órgão vem passando com uma troca constante de presidentes.


Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.